quinta-feira, 20 de outubro de 2011



Não quero olhar para trás, lá na frente, e descobrir quilômetros de terreno baldio que eu não soube cultivar. Calhamaços de páginas em branco à espera de uma história que se parecesse comigo. Não quero perceber que, embora desejasse grande, amei pequeno.
  
Ana Jácomo

2 comentários:

  1. Esse texto é tão lindo...
    Não quero olhar pra trás, e ver que o medo me impediu de amar, de saber que o amor pra mim foi em vão...
    Gostei muito daqui, seguindo!
    Bjoo..♥

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Flor. (:
    Volte sempre.
    Beijo :*

    ResponderExcluir